• Estratégias de intervenção em psicoterapia cognitivo-comportamental: estudos de caso

Sinopse
Este livro apresenta casos em diferentes temáticas sob o enfoque da terapia cognitivo-comportamental (TCC).
Os capítulos trazem, de forma clara e didática, quais intervenções é possível fazer para cada psicopatologia abordada, a fim de instrumentalizar o leitor a utilizar recursos e técnicas em sua atuação clínica.
As situações abordadas incluem casos de raiva, terapia de casais, obesidade, ansiedade de desempenho, depressão, relacionamentos abusivos, transtorno de pânico e transtorno de personalidade histriônica, entre outros.
Por meio de práticas e pesquisas que respaldem fazeres na área, espera-se que o clínico possa efetuar orientações em relação ao desenvolvimento psicológico da pessoa em atendimento.

Conheça mais sobre cada capítulo.

Contribuições do diagrama de conceitualização cognitiva para casais na compreensão da interação conjugal.
Conflitos tendem a fazer parte dos relacionamentos afetivos-sexuais e que os problemas de relacionamento conjugais tendem a estar presentes em quase metade dos processos psicoterapêuticos, seja como demanda direta ou indireta.
Nessa perspectiva, a TCC com casais ascende como uma linha de intervenção na promoção da saúde e da satisfação com o relacionamento. Assim, se enaltece a importância de se trabalhar na clínica com casais tendo a comunicação e as demais classes de habilidades sociais conjugais como pilares significativos para os relacionamentos saudáveis, em que o saber falar, o escutar, a expressão emocional, a empatia, a flexibilidade, a assertividade e o automonitoramento atuam como ingredientes ativos e indispensáveis para os níveis de satisfação conjugal entre os parceiros.
Transtorno de pânico: um caso clínico pela abordagem da terapia racional-emotiva comportamental.
Este capítulo parte da ótica da terapia racional-emotiva comportamental (TREC) sobre uma forma de intervenção com pacientes ansiosos.
A partir da mudança das crenças irracionais, por alternativas reais a pessoa consegue enfrentar as situações de ameaça, sem pânico e com isso generalizar essa aprendizagem para outras situações de sua vida envolvendo o pânico ou outra temática.
Estou cansado de me autorreprovar: um estudo de caso de um paciente com transtorno de personalidade obsessivo-compulsiva.
Aborda-se que nos pacientes com transtorno da personalidade obsessivo-compulsiva (TPOC) existe uma vulnerabilidade à apreciação negativa da sua imagem feita pelos outros — essa possibilidade causa grande sofrimento.
Além disso, adotam uma forma de funcionar inflexível e excessivamente perfeccionista, em que não há espaço para o equívoco ou para a fragilidade.
Assim, faz-se de tudo para evitar críticas e avaliações negativas.
Raramente são considerados irresponsáveis ou inconsequentes, mas caso isso porventura ocorra, há uma indignação considerável, juntamente com uma não aceitação desse papel.
Formas de intervenção da TCC são apresentadas para nortear o manejo desses pacientes, através de um plano de trabalho em que se utilizou importantes recursos técnicos da TCC.
Intervenção psicológica em caso depressivo: técnicas cognitivo-comportamentais e superação.
Este capítulo parte da ótica da terapia racional-emotiva comportamental (TREC) sobre uma forma de intervenção com pacientes ansiosos.
A partir da mudança das crenças irracionais, por alternativas reais a pessoa consegue enfrentar as situações de ameaça, sem pânico e com isso generalizar essa aprendizagem para outras situações de sua vida envolvendo o pânico ou outra temática.
Aspectos psicológicos da obesidade: um estudo de caso.
A autora deste traz um caso clínico no qual o modelo cognitivo propõe três conceitos para explicar a depressão: a tríade cognitiva, os esquemas cognitivos disfuncionais e as distorções cognitivas. A tríade cognitiva é quando o paciente apresenta suas crenças centrais (de si, do mundo e do futuro) de forma negativa; os esquemas cognitivos dizem respeito como o indivíduo interpreta as situações adequando-as às suas vivências e designando padrões estáveis que categorizam suas experiências; e já as distorções cognitivas são os erros que ocorrem no processamento das informações, em que se adapta a realidade aos esquemas negativistas, sendo que, dessa forma, o sujeito reforça sua crença dos conceitos depressivos.
Ansiedade de desempenho: o medo da avaliação.
Aborda-se ser válido considerar que os pacientes que experimentam a ansiedade acreditam que estão sendo ameaçados por algum tipo de dano, físico ou social, ou seja, a interpretação de uma situação ou estímulo como um sinal de ameaça pessoal é essencial para a experiência dessa emoção.
Desse modo, a autora pontua técnicas cognitivo-comportamentais utilizadas para ajudar a paciente a enfrentar com segurança as situações sociais em que se sentia avaliada, refletindo uma diminuição bem importante em sua ansiedade de desempenho.
Ataques de raiva: um estudo de caso.
Este capítulo remonta ao passo a passo de uma intervenção com base na TREC em um caso de ataques de raiva em situações cotidianas.
Aponta ainda que a raiva pode ser vista como um componente central de muitas disfunções.
Enquanto a raiva é uma emoção normal, sua natureza tende a ser mal entendida perpetuando a disfunção interpessoal promovida pela própria raiva.
A terapia cognitivo-comportamental e o coaching como estratégias de intervenção: qual e quando utilizar?
Explica-se como as transformações no mundo do trabalho têm repercutido, de forma direta, na concepção e organização das carreiras e na estabilidade do percurso profissional.
O contexto laboral, cada vez mais mutável, apresenta diminuição do número de empregos, introdução de novas tecnologias e várias modificações econômicas.
Nesse contexto, o coaching é uma prática de treinamento que tem como objetivo o desenvolvimento dos indivíduos de forma a explorar as competências e motivações pessoais em busca de uma prática profissional eficaz.
Apesar das semelhanças entre os objetos de estudo, há diferenças significativas entre as TCCs e o processo de coaching, e o Capítulo 8 se propõe a esclarecer e instrumentalizar o psicólogo na melhor prática a ser seguida.
Programa de 8 semanas de terapia cognitiva baseada em mindfulness aplicado a um caso de depressão e ansiedade grave.
Neste é mostrado o resumo das oito semanas do MBCT, bem como as práticas diárias subsequentes a cada sessão que mostram que o mindfulness não só previne a depressão, como afeta positivamente os padrões cerebrais responsáveis pela ansiedade e pelo estresse, fazendo que uma vez instalada, essa condição se dissolva com maior facilidade.
A autora ressalta que sempre é necessário uma boa conceitualização do caso, para verificar a indicação ou não dessas práticas.
Manejo terapêutico em um caso de relacionamento abusivo: saindo de uma canção do The Police para uma canção do Rush.
Os autores abordam como os relacionamentos abusivos são comuns e com frequência compartilham características com o caso descrito no capítulo.
Assim como na música de The Police, as pessoas são vigiadas e tratadas como propriedade do outro. Em muitos casos são pressionadas a limitarem suas atividades, suas amizades e a fazerem do parceiro(a) o centro ao redor do qual gravitam, e sem o qual não veem possibilidade de realização pessoal.
Por outro lado, almeja-se um relacionamento com respeito às diferenças e à manutenção da individualidade, como sugere a canção do Rush, um relacionamento com apoio, valorização, afeto, respeito e projetos que tragam realização pessoal e conjunta (reforço positivo) se mantém pelo que é, e não porque a alternativa é assustadora.
Love is blind if you are gentle.
Transtorno de personalidade histriônica: um estudo de caso comportamental.
Pontua-se que apesar das descrições relativamente consistentes do paciente histriônico na literatura psiquiátrica, entre todos os transtornos da personalidade, é aquele para o qual foi dedicada a menor quantidade de pesquisas.
Nenhum estudo do resultado de TCC para TPH foi encontrado, o que dificulta a fundamentação desses casos. Uma das crenças básicas dos indivíduos com TPH é que são inadequados sozinhos e, por isso, necessitam dos outros para sobreviver.
Essa pode ser uma crença saudável, uma vez que construir relacionamentos faz parte do processo evolucionário humano para prevenir o isolamento.
No entanto, acreditam que atenção constante e aprovação são essenciais para sua sobrevivência, e buscam a aprovação dos outros em tudo que fazem.
O caso tra¬zido mostra a importância das análises funcionais para entender a razão de seus comportamentos e desenvolver novo repertório.

Este livro dispõe de formulários digitais.

Conheça o Sumário.

Apresentação.
Gisele Bagatini.

Prefácio.
Camilla Volpato Broering.


1 Contribuições do diagrama de conceitualização cognitiva para casais na compreensão da interação conjugal.
Raquel Rodrigues do Carmo, Bruno Luiz Avelino Cardoso.

2 Transtorno de pânico: um caso clínico pela abordagem da terapia racional-emotiva comportamental.
Tátila Martins Lopes.

3 "Estou cansado de me autorreprovar": um estudo de caso de um paciente com transtorno de personalidade obsessivo-compulsiva.
Vera Baumgarten Ulysséa Baião.

4 Intervenção psicológica em caso depressivo: técnicas cognitivo-comportamentais e superação.
Flávia Kruscinsk dos Anjos Decarli.

5 Aspectos psicológicos da obesidade: um estudo de caso.
Taísa da Silva Cassol.

6 Ansiedade de desempenho: o medo da avaliação.
Gisele Bagatini.

7 Ataques de raiva: um estudo de caso.
Aretusa dos Passos Baechtold.

8 A terapia cognitivo-comportamental e o coaching como estratégias de intervenção: qual e quando utilizar?
Bárbara Maria Barbosa Silva, Júlia Gonçalves, Luciane Benvegnú Piccoloto.

9 Programa de 8 semanas de terapia cognitiva baseada em mindfulness aplicado a um caso de depressão e ansiedade grave.
Francieli Hennig.

10 Manejo terapêutico em um caso de relacionamento abusivo: saindo de uma canção do The Police para uma canção do Rush.
Juan Pablo Rubino, Neuraci Gonçalves de Araújo.

11 Transtorno de personalidade histriônica: um estudo de caso comportamental.
Camilla Volpato Broering.

Conheça a organizadora.

Camilla Volpato Broering (Organizadora). Psicóloga. Mestre e Doutora em Psicologia da Saúde, Processos Psicossociais e Desenvolvimento Psicológico com ênfase em preparação psicológica pré-cirúrgica infantil pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).
Professora do Curso de Graduação em Psicologia da Universidade do Vale do Itajaí (Univali). Professora de cursos de pós-graduação em Psicoterapia Cognitivo-Comportamental na Univali, Sensus Psicologia e Cognitivo desde 2008.
Professora de Cursos de pós-graduação na área de Desenvolvimento Humano e Cognição na Faculdade Guilherme Guimbala (ACE) e Assessoria Pedagógica de Ensino e Extensão de Itajaí (Aupex).
Tem formação em terapia cognitivo-comportamental pela Sensus Psicologia.

Público-alvo.
Psicólogos que atuam sob a terapia cognitivo-comportamental e estudantes de psicologia que desejam atuar.

Diferenciais da obra.
O diferencial da obra é o fato de apresentar casos reais e as formas como foram abordados.

Dados técnicos.

Título: Estratégias de intervenção em psicoterapia cognitivo-comportamental: estudos de caso.
Organizadora: Camilla Volpato Broering.
Formato: 16 x 23 cm
Páginas: 206
Ano: 2021
Acabamento: capa dura
ISBN: 978-65-5571-056-4


Escreva um comentário

Você deve acessar ou cadastrar-se para comentar.

Estratégias de intervenção em psicoterapia cognitivo-comportamental: estudos de caso

  • R$ 98,00


Produtos relacionados

A Prática das Intervenções Psicoterápicas : Como Tratar Pacientes na Vida Real

A Prática das Intervenções Psicoterápicas : Como Tratar Pacientes na Vida Real

O número de técnicas existentes hoje no campo das psicoterapias é praticamente incontável. Como escr..

R$ 240,00

Guia Teórico-Prático de Terapias Cognitivo-Comportamentais para os Transtornos do Exagero

Guia Teórico-Prático de Terapias Cognitivo-Comportamentais para os Transtornos do Exagero

Leia grátis o 1º capítuloSINOPSE Esta 2ª edição, revista e atualizada, apresenta um passo a passo pa..

R$ 126,00

A Clínica do Apego: Fundamentos para uma Psicoterapia Afetiva, Relacional e Experiencial

A Clínica do Apego: Fundamentos para uma Psicoterapia Afetiva, Relacional e Experiencial

Leia grátis o 1º capítuloSINOPSE Na busca incessante para entender as emoções, a personalidade e o c..

R$ 106,00

Psicopatologia do adulto e do envelhecimento: atualização e prática clínica

Psicopatologia do adulto e do envelhecimento: atualização e prática clínica

Sinopse. Este livro é um guia teórico para pensar diretrizes diagnósticas das psicopatologias contem..

R$ 152,00

Avaliação e intervenção na clínica em Terapia Cognitivo-Comportamental : a prática ilustrada

Avaliação e intervenção na clínica em Terapia Cognitivo-Comportamental : a prática ilustrada

O livro Avaliação e intervenção na clínica em Terapia Cognitivo-Comportamental: a prática ilustrada,..

R$ 125,00

A prática cognitiva na infância e na adolescência

A prática cognitiva na infância e na adolescência

Sucesso no segmento da Terapia Cognitiva, a obra "A prática cognitiva na infância e na adolescência"..

R$ 240,00

Etiquetas: Estratégias, intervenção, psicoterapia, cognitivo-comportamental, estudos, caso, Camilla Volpato Broering, 9786555710564, SINOPSYS EDITORA